Notícias

Crédito imobiliário: conheça as modalidades de financiamento

Postada em 22/09/2020 às 13:11:43

Compartilhar:

Crédito imobiliário: conheça as modalidades de financiamento

As facilidades dos financiamentos fizeram com que o sonho da casa própria ficasse cada vez mais perto. Existem diversas modalidades de financiamento. Confira!
As facilidades dos financiamentos fizeram com que o sonho da casa própria ficasse cada vez mais perto. Existem diversas modalidades de financiamento, porém poucas pessoas as conhecem. Mas a dúvida não atinge apenas os clientes, muitos corretores de imóveis também não conhecem os detalhes de cada uma. Por isso é importante ter conhecimento sobre o assunto para passar as informações aos clientes.

Sistema Financeiro de Habitação

Também conhecido como SFH, essa modalidade de financiamento segue a Lei 4380/64, tem permissão para a utilização do FGTS e da caderneta de poupança. Ele foi criado para atender a população de classes mais baixas, pessoas que ganham até 5 salários mínimos, mas pode ser usado também para as pessoas de classe média e alta, que recebem em média 20 ou mais. Algo que deve ser citado é que o valor financiado sempre será de acordo com o que a pessoa ganha, ou sua renda. Suas taxas de juros chegam no máximo a 12% ao ano.

Carteira Hipotecária

Nesse caso, a negociação entre a pessoa que está financiando e o banco é livre. O banco é permitido a utilizar outros recursos de investimentos bancários e não só a poupança. A Carteira Hipotecária é bastante semelhante ao Sistema Financeiro de Habitação, mas se diferencia pela taxa de juros, que ao invés de 12%, gira em torno de 16%. Essa modalidade é livre das regras em lei e por isso se torna um meio mais fácil de financiamento.

Financiamento com a construtora

Como no SFH, as taxas de juros do financiamento com a construtora chegam a 12% ao ano. Os bancos quando procurados também vão cobrar esse valor, mas a diferença é que haverá taxas administrativas e de seguro. Algo que todos devem ficar atentos é que as construtora cobram parcelas intermediárias, isso significa que terá pagamentos mais caros do que os valores mensais. Nesse caso, as pessoas estarão livres de restrições a crédito, a cartório, comprovante de rendimentos e cheques.

Sistema Financeiro Imobiliário

Esse que também é conhecido pela sigla SFI é o sistema de financiamento mais novo e que entrou no mercado recentemente. O que o diferencia dos demais é o que o dinheiro que vai até ele não é da caderneta de poupança e nem do FGTS. Ele está sendo usado tanto por empresas brasileiras quanto estrangeiras. A vantagem é que o capital tem mais chance de aparecer, mas como o recurso será da empresa em si, a assinatura do dono dela não existirá mais. Nesse caso, as pessoas que participam acabam que se tornando propriedade do imóvel e não o contrário.

 

Fonte: https://www.imovelweb.com.br/noticias/socorretor/mercado/credito-imobiliari

Outras notícias

Newsletter

» Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.

Enviar mensagem
Me Chame no WhatsApp